Convivência Vocacional

 

“Seremos responsável por levar o teu nome, ó Cristo Salvador! Ajudai-nos em nossa missão!” Certas de que o anúncio do Salvador acontece em todos os instantes de nossa vida cotidiana, é que nos dias 21 a 23 de dezembro proporcionamos às jovens vocacionadas de Coelho Neto e Duque Bacelar – MA, um tempo de  convivência vocacional em nossa Comunidade Santíssima Trindade. Nesta vivência tivemos a presença das irmãs da Comunidade (Teresinha Fontana, Henriqueta Mezzomo, Elzi Bitencourt)Ir. Jovelina Oliveira e a postulante Luana Oliveira. 

 

Foram momentos de oração,partilha do processo de discernimento que cada uma vem fazendo, estudos sobre o chamado de Deus e a resposta pessoal de cada uma. Participamos também do momento de encerramento das atividades da Pastoral Familiar e Pastoral da Juventude. Esta vivência na Paróquia São José alimentou a esperança e o compromisso de ser uma comunidade que acredita nas vocações.  Isso ficou concretizado pela criação da Pastoral Vocacional na paróquia e simbolicamente foi plantada uma árvore, na certeza de que a semente foi lançada e vai depender de cada um para fazê-la frutificar.

 

Depoimento das jovens

 

Maria do Socorro (Duque Bacelar)– “Ficou um maior aprofundamento da caminhada quevenho fazendo de decisão. Tenho uma maior certeza do meu desejo de quererretornar a congregação das irmãs do Divino Salvador. Os conteúdos, a vivênciame ajudou muito. Agora é voltar para casa e começar uma vivência maior comigo erefletir tudo que vivencie esses dias com as irmãs e as outras vocacionadas.Pois não basta apenas ouvir, é preciso viver agora isto dentro de mim”.

 

Gilmara(Coelho Neto): foram dias muito diferentes. Me senti muita ansiosa, pois euqueria descobrir logo o que Deus queria de mim. Tenho um desejo muito grande deser missionária, sair anunciando por terras desconhecidas. Não sei o que possoencontrar pelo caminho, mas desejo anunciar o Salvador e fazer o que Elefez.  Continuarei rezando a Deus para queeu possa descobrir tal desejo, pois são muitas as perguntas que se passam emmim e poucas as respostas. Esses dias para mim resumo como questionamentosinteriores.

 

Suyanne (Coelho Neto): Nestes três dias tive uma experiência nunca vivida, embora que tenhasido tão pouco tempo aprendi muito e tive maior clareza sobre a vida das irmãs salvatorianase me fez pensar mais ainda em minha decisão de seguimento do Salvador.

 

 

Colaboração: Ir. Vanúcia Silva 

 


 

Outros conteúdos