Santo do dia

SANTOS ANDRÉ DUNG-LAC E COMPANHEIROS

Hoje homenageamos um grupo de cento e dezessete mártires vietnamitas. A maioria viveu e pregou entre os anos 1830 e 1870. Dentre eles muito se destacou o padre dominicano André Dung-Lac, tomado como exemplo maior dessas sementes da Igreja católica vietnamita.

Filho de pais muito pobres, que o confiaram desde pequeno à guarda de um catequista, ordenou-se sacerdote em 1823. Durante seu apostolado foi vigário e missionário em diversas partes do país. Seu apostolado rendeu a ele muitas prisões durante a vida, mas geralmente seus companheiros o resgatavam a preço de pagamentos em dinheiro.

Mas André não gostava desses resgates. Ele sabia que era necessário dar a Vida pelo Cristo para recebê-la de volta em plenitude. Dizia ao seus companheiros: “Aqueles que morrem pela fé sobem ao céu. Ao contrário, nós que nos escondemos continuamente gastamos dinheiro para fugir dos perseguidores. Seria melhor deixar-nos prender e morrer”.

Finalmente, foi decapitado em 24 de novembro de 1839, em Hanói, Vietnã. 

Reflexão: O Evangelho de Cristo permaneceu no coração do povo vietnamita. Quanto mais perseguido maior se tornou seu fervor cristão. O Papa João Paulo II em 1988 inscreveu esses heróis de Cristo no Livro dos Santos da Igreja, para serem comemorados juntos e como companheiros de Santo André Dung-lac, no dia de sua morte.

Oração: Deus de misericórdia, que na sua bondade escolhestes Santo André e tantos outros homens e mulheres vietinamitas para propagar vosso evangelho em terras hostis, daí-nos a disposição necessária para realizar o mesmo apostolado em nossas comunidades. Por Cristo nosso Senhor. Amém.

Outros conteúdos