Notícias

III Jornada Mundial dos Pobres e Semana da Solidariedade

Convocada pelo Papa Francisco no encerramento do Ano da Misericórdia, em 2016, a Jornada Mundial dos Pobres é um convite a todas as comunidades cristãs e a todas as pessoas de boa vontade, para que levem esperança e conforto aos pobres, “e para que colaborem para que ninguém se sinta privado da proximidade e da solidariedade humana”, afirma o secretário-geral da CNBB, dom Joel Portella.

POST01_v3

Em 2019, o Papa oferece como iluminação bíblica a citação do Salmo: “A esperança dos pobres jamais se frustrará” (Sl 9, 19) para animar a Jornada Mundial dos Pobres que será celebrada de 10 a 17 de novembro. Em mensagem divulgada para a ocasião, o pontífice afirma que “a opção pelos últimos, por aqueles que a sociedade descarta e lança fora é uma escolha prioritária que os discípulos de Cristo são chamados a abraçar para não trair a credibilidade da Igreja e dar uma esperança concreta a tantos indefesos”.

Este ano, em sintonia com a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), a Cáritas Brasileira juntamente com a Pastoral da Mulher Marginalizada, a Pastoral do Povo de Rua e a Pastoral do Migrante lançam material de mobilização para a data. Dom Joel Portella explica que nesta terceira edição da Jornada, as pastorais sociais, de modo especial, a Pastoral do Povo de Rua e a Pastoral da Mulher, vêm se somar a este empenho de mobilizar as iniciativas de solidariedade e empatia com os empobrecidos do nosso país.

POST03_v3

“Este subsídio oferece textos para reflexão e sugestões de ações que podem ser realizadas, além de depoimentos que inspiram a reflexão a respeito da situação de vulnerabilidade e da resistência dos empobrecidos na defesa dos seus direitos e garantia de sua dignidade. Como instrumentos de comunicação são disponibilizados spot para rádios e TVs, cartaz, e cards para as redes sociais”, afirma o secretário-geral da CNBB.

Na íntegra a carta de dom Joel Portela, secretário-geral da CNBB, motivando para a Jornada:

“A esperança dos pobres jamais se frustrará”
Papa Francisco

Irmãos e irmãs em Cristo,

Com alegria, aqui está o subsídio que vai orientar a Igreja no Brasil, a viver a III Jornada do Mundial dos Pobres (JMP), na semana de 10 a 17 de novembro de 2019.

Convocada pelo Papa Francisco no encerramento do Ano da Misericórdia, em 2016, a JMP é um convite a todas as comunidades cristãs e a todas as pessoas de boa vontade, para que levem esperança e conforto aos pobres, e a colaborem para que ninguém se sinta privado da proximidade e da solidariedade humana.

A principal referência para a Jornada é sempre a mensagem do Papa Francisco. Esse ano, o Papa nos oferece como iluminação bíblica a citação do Salmo: “A esperança dos pobres jamais se frustrará” (Sl 9, 19). Ele nos diz que “a opção pelos últimos, por aqueles que a sociedade descarta e lança fora é uma escolha prioritária que os discípulos de Cristo são chamados a abraçar para não trair a credibilidade da Igreja e dar uma esperança concreta a tantos indefesos”.

Como nos anos anteriores, a Cáritas Brasileira está animando as ações da JMP. Nesta terceira edição da Jornada, as pastorais sociais, de modo especial, a Pastoral do Povo de Rua e a Pastoral da Mulher, vêm se somar a este empenho de mobilizar as iniciativas de solidariedade e empatia com os empobrecidos do nosso país.

Este subsídio oferece textos para reflexão e sugestões de ações que podem ser realizadas, além de depoimentos que inspiram a reflexão a respeito da situação de vulnerabilidade e da resistência dos empobrecidos na defesa dos seus direitos e garantia de sua dignidade. Como instrumentos de comunicação são disponibilizados spot para rádios e TVs, cartaz, e cards para as redes sociais.

O Papa Francisco nos convoca a sermos evangelizadores e evangelizadoras coerentes, semeando sinais palpáveis de esperança. Rogamos à Nossa Mãe Aparecida bênção e força, animando-nos no caminho da esperança e reforçando em todos nós a vontade de colaborar concretamente para que os empobrecidos do nosso imenso Brasil possam sentir o calor do nosso afeto, da nossa presença, na busca por uma vida digna para todas as pessoas.

Dom Joel Portella Amado
Bispo auxiliar da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro
Secretário-geral da CNBB

Os materiais de divulgação podem ser acessados aqui.


Fonte: CNBB e Cáritas

Outros conteúdos