• Colégio Salvatoriano Nossa Senhora de Fátima
  • Colégio Salvatoriano Imaculada Conceição
  • Colégio Salvatoriano Bom Conselho

Educação Salvatoriana

A educação Salvatoriana está presente, no Brasil, desde 1936, quando as primeiras Irmãs Salvatorianas aqui aportaram e fundaram o Colégio Salvatoriano Imaculada Conceição, em Videira. Deram, assim, sequência à missão de tornar Jesus conhecido e amado por todos, sem descansar enquanto houvesse quem desconhecesse a Sua palavra. As irmãs fundaram ainda outras instituições de ensino, Colégio Salvatoriano Bom Conselho em Passo Fundo (1950) e Colégio Salvatoriano Nossa Senhora de Fátima (1958) em Florianópolis.

Como instituições Confessionais Católicas, são centros de aprendizagem, vida e evangelização. Esses espaços de educação salvatoriana têm como finalidade desenvolver nos seus estudantes a aprendizagem em suas diferentes dimensões: “aprender a conhecer, aprender a fazer, aprender a conviver, aprender a ser e aprender a crer”.

Proposta Pedagógica

A identidade dos Colégios Salvatorianos se sustenta através da dimensão pastoral e evangelizadora transversalizada em sua prática pedagógica. São espaços onde se prima pelo desenvolvimento integral do estudante, baseando-se no cultivo cotidiano de valores, crenças e incentivo à intervenção no mundo de uma forma responsável, solidária, crítica e criativa.

Esta Proposta Pedagógica tem como modelo inspirador Jesus Salvador. Concretiza-se através da aplicação dos princípios da Teoria da Modificabilidade Cognitiva Estrutural (TMCE) e da Experiência de Aprendizagem Mediada (EAM). Seu foco principal é o processo de mediação, através do qual o estudante desenvolve um conjunto de habilidades e competências, ampliando seu repertório de estratégias para a resolução das mais diferentes situações da vida.

Baixe aqui o Projeto Político Pedagógico

Proposta Educativa

A Instituição Salvatoriana orienta sua ação educativa, através do legado deixado por seu Fundador, Padre Francisco Maria da Cruz Jordan.
Inspirando-se no Evangelho de João 17,3, Pe. Jordan pede que levemos ao conhecimento de todos que “a vida eterna é esta: que conheçam a Ti, o Deus único e verdadeiro e aquele que enviaste, Jesus Cristo.” Para realizar esta missão, o Fundador orienta que “sejam utilizados todos os modos e meios de acordo com as exigências de cada tempo e lugar”. (CIS/25, Ed.2, p.41). 

O currículo das instituições salvatorianas promove oportunidades de aprendizagem, visando a concretização da missão institucional.
A organização pedagógica contempla:

  • A formação integral do educando;
  • O desenvolvimento de competências e habilidades;
  • A intencionalidade na mediação das ações educativas;
  • O desenvolvimento do aprendizado como um processo;
  • A flexibilidade perante o novo;
  • Sistematização de ações que viabilizem a excelência acadêmica;
  • A formação humana e cristã;
  • O desenvolvimento da consciência ecológica e ética;
  • A reflexão sobre as implicações da globalização na cultura, comunicação e economia.

Processo Avaliativo

A avaliação é parte integrante do processo de ensino aprendizagem. Prevê um acompanhamento contínuo sistemático que identifica possibilidades para aprimorar o desenvolvimento do mediado e as ações educativas do mediador, propondo mudanças que visam a sua autonomia e a apropriação de habilidades e competências, desenvolvidas através da mediação de saberes construídos ao longo do processo.

Na Educação Infantil a avaliação é expressa por meio de Relatório de Aprendizagem, elaborado pelo mediador e disponibilizado aos pais ou responsáveis ao final de cada semestre. O referido documento é instrumento de acompanhamento didático e considera o desenvolvimento biopsicossocial e cultural, a formação de hábitos e as diferenças individuais dos mediados.

No 1º e 2 º ano a avaliação é expressa por meio do Relatório de Aprendizagem e o mesmo deve observar todas as áreas de desenvolvimento da criança. São elas: Sócio-Afetiva, Cognitiva, Motora e Formação Humana e Cristã. O Relatório de Aprendizagem será entregue aos pais ou responsáveis ao final de cada trimestre. No 1º e 2º ano do Ensino Fundamental I, conforme legislação vigente, não há retenção.

Do 3º ano ao 5º ano do Ensino Fundamental, "O aproveitamento escolar dos estudantes acontece por componente curricular, cujos resultados devem revelar o domínio de competências em termos de conhecimentos, habilidades e atitudes. Os resultados são expressos por meio de notas com valores de 1,0(um) a 10,0 (dez); A avaliação é trimestral e cada trimestre terá peso 10,0 (dez) pontos, sendo exigida a média mínima 7,0 (sete) ao final dos três trimestres para a aprovação; a avaliação ocorre por componente curricular, no sistema decimal (1 a 10) em três trimestres. Ao longo do ano letivo ocorrem os estudos de recuperação nas áreas em que o estudante apresenta fragilidades, a fim de sanar eventuais dificuldades e potencializar a aprendizagem."

Do 6º ano ao 9º ano do Ensino Fundamental II e do Ensino Médio, a avaliação ocorre por componente curricular, no sistema decimal (1 a 10) em três trimestres. Ao longo do ano letivo ocorrem os estudos de recuperação nas áreas em que o estudante apresenta fragilidades, a fim de sanar eventuais dificuldades e potencializar a aprendizagem

Do 3º ano do Ensino Fundamental II a 3ª série do Ensino Médio a avaliação do processo ensino aprendizagem está pautada nas seguintes bases:

a) Ação diagnóstica de caráter investigativo, buscando identificar avanços e dificuldades de aprendizagem;
b) Ação processual contínua, identificando a aquisição de conhecimentos e dificuldades de aprendizagem dos estudantes, permitindo a correção dos desvios e intervenção imediata;
c) Ação cumulativa, considerando cada aspecto progressivo do conhecimento;
d) Ação participativa e emancipatória, assumindo caráter democrático em que os agentes envolvidos, ou seja, professor e estudante analisam e manifestam sua autonomia no exercício de ensinar e aprender.

Mediar a construção do conhecimento, desenvolvendo o potencial humano para a promoção da vida.

Assista ao vídeo Institucional

Estrutura Física

  • Recepção Social
  • Recepção - Catracas
  • Pátio
  • Quadra de Esportes
  • Quadra de Esportes
  • Ginásio
  • Salão de Atos
  • Salão de Atos
  • Pequeno Auditório
  • Biblioteca Geral Pe. José de Anchieta
  • Biblioteca Infantil Madre Maria dos Apóstolos
  • Brinquedoteca
  • Brinquedoteca
  • Musicalização
  • Capela
  • Laboratório de Ciências
  • Laboratório de Informática
  • Restaurante
  • Sala de Aula - Educação Infantil
  • Sala de Aula

Regimento Escolar

A Instituição Salvatoriana orienta sua ação educativa, através do legado que seu Fundador, Padre Francisco Maria da Cruz Jordan, deixou. Padre Jordan, inspirando-se no Evangelho de João 17,3, insiste que ensinemos, levemos ao conhecimento de que a “a vida eterna é esta: que te conheçam a ti, o Deus único e verdadeiro e aquele que enviaste, Jesus Cristo.” Para realizar esta missão, o Fundador pede que “sejam utilizados todos os modos e meios de acordo com as exigências de cada tempo e lugar”. (CIS/25, Ed.2, p.41).

Leia na íntegra o regimento escolar de nossa Instituição:

Baixe aqui o regimento em PDF